terça-feira, 8 de março de 2016

O Caminho da Sabedoria



O ponto central da Sabedoria é a dualidade da mente, com seu lado luminoso e seu lado obscuro, dos quais:

O luminoso é o manas, que é iluminado pelos nossos princípios superiores e altruístas, intuição, amor, vontade, generosidade e principalmente a sabedoria que nos faz saber que não somos uma entidade separado do mundo, ao invés disso, quando pensamos e agimos de acordo com nossa porção luminosa, experimentamos um sentido de unidade e plenitude.

Ao contrário, quando estamos sob influência de nosso kama-manas, nossa polaridade está situada em nosso lado animal, regido por instintos e pela separatividade. Sempre tentando ganhar mais tempo para a própria personalidade e vendo tudo o mais como algo separado e alheio a nos.

Penso que nossa evolução está intimamente associada a dar ênfase ao nosso cavalo que puxa para cima, como disse Platão, e esforçando-se para ampliar cada vez mais nosso raio de atuação da consciência, procurando integrar ao nosso círculo, nossa família, nossos amigos, colegas, comunidade, os animais, vegetais, minerais, elementais, e até mesmo porque não dizer as máquinas que tanto nos ajudam, e é claro os Deuses e Mestres que nunca vemos mas podemos sentir sempre que nossa consciência está elevada.

Como Filósofos devemos ir além, botando em prática tudo aquilo que conseguimos entender passo a passo, a favor dessa unidade que nos eleva sempre sem reservas.

Existiram diversas manifestações do Ideal ao longo da história, de diversas formas por vezes mais religiosas, por vezes mais artísticas, políticas, guerreiras e filosóficas.

Em suma, nossa trilha é seguir cada vez mais, e por mais tempo a nossa melhor parte, nossa mente superior e tudo mais que vem ao mundo através dela. Para nos e para todos, que na Verdade são UM.

Tags

Filosofia Esoterismo Carlos Castaneda Buda História Ocultismo Toltecas Artes Marciais Ciência Política Don Juan de Matus Religião Budismo Consciência Educação Física Quântica Inteligência Jedi Mestres de Sabedoria Mistério Star Wars Zen Budismo A erva do diabo Albert Einstein Artes Culpa Deus Emoções Energia Gregos Hinduísmo Intuição Jesus Liberdade Maya Medos Natureza Platão Psicologia Renascença Renascimento Sith Tempo Teorias de Conspiração Universo Vibrações Virtudes Vontade enfrentar os medos iChing medo Alcorão Amit Goswami Amizade Apolônio de Tiana Asceta Astrologia Baghavad Gita Bardo Thodol Bem Bom Budhi Bíblia Carlos Castaneda expansão da consciência Carma Cortesia Cosmos Criança Cristianismo Céu Darth Vader Desinformação Deuses Dhamaphada Discípulo Diálogo Ecologia Escola de mistérios Esparta Espreita Espírito Fadas Faraó Fogo Física da Alma Guerreiro HPB Helena Petrovna Blavatsky Hierofantes Humor Idealismo Inferno Krishna Linhas de Força Livros Logos Magia Maomé Matrix Mecânica Quântica Michel Echenique Isasa Mitos Moral Morte Música O fogo interior Orfeu Ovo de Luz Pacto Pirâmides Poluição Problemas Profecia Psicossomatica Reis Romanos Sabedoria Saltimbancos Samurai Saúde Sebos Sentimentos Ser magoado Skywalker Sol Sábios Sócrates Terra Tradição Triângulo Ventos Astrais Violência a voz do silêncio aceitação afrodite ansiedade apolo ares arthemis arthemisa atena athena coragem destino deuses gregos dionísio doutrina secreta espartanos feliz dia das mães ficar magoado ideais idéias krishnamurti lu andarilho lu conduta marte mágoas o poder do silêncio o presente da águia objetivos os 300 os 300 de esparta polaridade consciência portões de fogo provérbio raiva reencarnação silêncio stress teoria quântica termópilas