terça-feira, 4 de março de 2014

Portões de Fogo e os 300 de Esparta

Estou lendo pela segunda vez o livro Portões de Fogo, este livro narra a batalha das Termópilas onde 300 Espartanos e mais 10 mil aliados da Hélade se enfrentam com milhões de Persas.

O livro narra a história de alguns personagens como Polinikes (muitas vitórias), Dienekes, Alexandros, Leonidas e alguns outros heróis e seus escudeiros que cabaram sendo também heróis no final da batalha.

Eu vou ressaltar alguns pontos importantes que diferenciavam os espartanos dos demais:


  • O Estudo do Medo - Para os Espartanos era muito importante entender e dominar o medo, pois apesar de ser um mecanismo útil para nossa segurança, o medo também acaba por travar nosso aprendizado e nossas experiências e quando levado ao extremo nos tira a razão. Os Espartanos tinham diversas tecnicas para empurrar o medo ao limite e ainda assim manter-se consciente e calmo.
  • A União - Tanto na batalha quanto na convivência eles tinham o sentido de colméia, onde todos trabalhavam por todos excluindo o egoísmo de qualquer gênero, na batalha o guerreiro sabia que poderia confiar no seu companheiro a direita pois ele mesmo dava sua vida para proteger seu companheiro a esquerda, e era exatamente esta unidade que tornava a falange Espartana impenetrável.
  • A Disciplina - Outro fator que era decisivo para os Espartanos era a disciplina de treinos, eles treinavam até a exaustão literalmente, com diversos exercícios que só terminavam quando o guerreiro ja não podia mais se manter em pé. Para os povos vizinhos isso era considerado excessívo, porém quando a batalha começava era justamente este treinamento que garantia a serenidade e o controle em meio a mais sangrenta batalha.
  • A Hierarquia - Em Esparta, os mais sábios, mais valorosos, os que foram forjados no fogo da disciplina e da batalha eram quem comandavam, e também quem assumia a responsabilidade quando algo dava errado. Esses líderes eram amados pelos demais, pois eram uma referência de valor e virtude.

O que estou querendo dizer com tudo isso é que hoje mais do que nunca estamos carentes de valores, de virtudes, de união, de disciplina.

Há uma propaganda muito sutil nos falando sobre o conforto, as férias, o descanço, o individualismo, e democracia, mas onde isto está nos levando?

Não experimentamos mais glória, extase, amor verdadeiro, abnegação, não nos arriscamos mais, uma cicatriz em nosso corpo é visto como uma elemento feio e não como uma lembrança de guerra e de vitória.

A ciência tem ensinado que tudo que citei acima não são mais do que reações químicas e talvez por isso, os jovens não buscam mais alcançar esses sentimentos e idéias elevadas com a superação, em vez disso buscam formas muito inferiores do que isso nas drogas. E tudo tem se tornado artificial.

Vamos adiante guerreiros, é preciso reforçar a linha onde ela está quase quebrando, vamos manter nossos olhos bem abertos e reforçar a linha onde ela está fraca. Tem muita gente que acha que não existe mais beleza, bondade e justiça no mundo.

Você que leu este artigo e o entendeu com o mais fundo de sua alma tem o dever de ensinar e mostrar que o espírito ainda está vivo, que a chama ainda está acesa.

SamuelOss.com

Tags

Filosofia Esoterismo Carlos Castaneda Buda História Ocultismo Toltecas Artes Marciais Ciência Política Don Juan de Matus Religião Budismo Consciência Educação Física Quântica Inteligência Jedi Mestres de Sabedoria Mistério Star Wars Zen Budismo A erva do diabo Albert Einstein Artes Culpa Deus Emoções Energia Gregos Hinduísmo Intuição Jesus Liberdade Maya Medos Natureza Platão Psicologia Renascença Renascimento Sith Tempo Teorias de Conspiração Universo Vibrações Virtudes Vontade enfrentar os medos iChing medo Alcorão Amit Goswami Amizade Apolônio de Tiana Asceta Astrologia Baghavad Gita Bardo Thodol Bem Bom Budhi Bíblia Carlos Castaneda expansão da consciência Carma Cortesia Cosmos Criança Cristianismo Céu Darth Vader Desinformação Deuses Dhamaphada Discípulo Diálogo Ecologia Escola de mistérios Esparta Espreita Espírito Fadas Faraó Fogo Física da Alma Guerreiro HPB Helena Petrovna Blavatsky Hierofantes Humor Idealismo Inferno Krishna Linhas de Força Livros Logos Magia Maomé Matrix Mecânica Quântica Michel Echenique Isasa Mitos Moral Morte Música O fogo interior Orfeu Ovo de Luz Pacto Pirâmides Poluição Problemas Profecia Psicossomatica Reis Romanos Sabedoria Saltimbancos Samurai Saúde Sebos Sentimentos Ser magoado Skywalker Sol Sábios Sócrates Terra Tradição Triângulo Ventos Astrais Violência a voz do silêncio aceitação afrodite ansiedade apolo ares arthemis arthemisa atena athena coragem destino deuses gregos dionísio doutrina secreta espartanos feliz dia das mães ficar magoado ideais idéias krishnamurti lu andarilho lu conduta marte mágoas o poder do silêncio o presente da águia objetivos os 300 os 300 de esparta polaridade consciência portões de fogo provérbio raiva reencarnação silêncio stress teoria quântica termópilas