terça-feira, 21 de abril de 2009

Mitos como método de evolução

Hoje temos como método de evolução o conhecimento científico, por tentativa e erro, desenvolvendo novas tecnologias e novas teorías.

Antigamente os povos utilizavam um sitema de desenvolvimento mítico, ou seja, inspirado nos mítos. Se copiavam os heróis tentando assemelhar-se com eles e suas realizações.

Vemos pirâmides no Egito e na América e nos questionamos como foram feitas estas construções, foram encontradas algumas ferramentas feitas de cobre mas sabemos pelo conhecimento científico que o cobre em contato com estas pedras de granito não suportariam o atrito, mesmo com nossas ferramentas avançadas como maquinas de perfuração com brocas de cerâmica, que é o que temos de mais avançado pois suporta trabalhar com materiais extremamente duros e em alta temperatura, não seria possível perfurar estes granítos.

Estas mesmas pedras encontradas algumas em tamanhos que superam 200 toneladas possuem perfurações de diametro perfeito. Como foram feitas não sabemos.

O que sabemos é que o conhecimento destes povos se dava por mitos e símbolos, de onde tiravam suas inspirações, dos arquétipos primeiros e copiavam estes mitos de heróis e deuses conseguindo de alguma forma conectar-se com sua sabedoria.

Além da arquitetura temos por exemplo artes marcias compiladas por homens que inspiraram-se da mesma forma em mitos e na própria natureza, transmutando movimentos instintívos em formas suaves e descondicionadas, lembrando a forma como se movem os animais, com fluidez

Elevemo-nos, resgatemos novamente este canal de comunicação, e algum dia do futuro teremos novamente esta conecção e este laço de união com todos os seres e todas as coisas. Neste dia nos sentiremos novamente como fazendo parte da natureza e do cosmos ao invez de estarmos apartados de tudo o mais em nosso egocentrismo animalizante.

A!

Tags

Filosofia Esoterismo Carlos Castaneda Buda História Ocultismo Toltecas Artes Marciais Ciência Política Don Juan de Matus Religião Budismo Consciência Educação Física Quântica Inteligência Jedi Mestres de Sabedoria Mistério Star Wars Zen Budismo A erva do diabo Albert Einstein Artes Culpa Deus Emoções Energia Gregos Hinduísmo Intuição Jesus Liberdade Maya Medos Natureza Platão Psicologia Renascença Renascimento Sith Tempo Teorias de Conspiração Universo Vibrações Virtudes Vontade enfrentar os medos iChing medo Alcorão Amit Goswami Amizade Apolônio de Tiana Asceta Astrologia Baghavad Gita Bardo Thodol Bem Bom Budhi Bíblia Carlos Castaneda expansão da consciência Carma Cortesia Cosmos Criança Cristianismo Céu Darth Vader Desinformação Deuses Dhamaphada Discípulo Diálogo Ecologia Escola de mistérios Esparta Espreita Espírito Fadas Faraó Fogo Física da Alma Guerreiro HPB Helena Petrovna Blavatsky Hierofantes Humor Idealismo Inferno Krishna Linhas de Força Livros Logos Magia Maomé Matrix Mecânica Quântica Michel Echenique Isasa Mitos Moral Morte Música O fogo interior Orfeu Ovo de Luz Pacto Pirâmides Poluição Problemas Profecia Psicossomatica Reis Romanos Sabedoria Saltimbancos Samurai Saúde Sebos Sentimentos Ser magoado Skywalker Sol Sábios Sócrates Terra Tradição Triângulo Ventos Astrais Violência a voz do silêncio aceitação afrodite ansiedade apolo ares arthemis arthemisa atena athena coragem destino deuses gregos dionísio doutrina secreta espartanos feliz dia das mães ficar magoado ideais idéias krishnamurti lu andarilho lu conduta marte mágoas o poder do silêncio o presente da águia objetivos os 300 os 300 de esparta polaridade consciência portões de fogo provérbio raiva reencarnação silêncio stress teoria quântica termópilas