quinta-feira, 30 de abril de 2009

Renascimento cultural

Estava lendo o livro "Albert Einstein - Como vejo o mundo" e neste livro ele fala sobre como vê os diferentes aspectos de sua época.

É lindo como ele fala com paixão sobre os pensadores e artistas precursores de sua época embora, em contraposição ao decrescente nível dos seus contemporâneos.

Einstein nos expõem a importância da arte na sociedade dizendo que sem a arte o comportamento moral vai se perdendo e vamos nos automatizando, perdendo o espírito humano e harmônico. Quando apenas a ciência positivista é posta em conta o homem ja não tem mais a conexão de coração a coração que só é possível quando se tem uma visão total do universo.

Continuando nesta linha de pensamento ele nos fala que o grande problema está em nossa educação de especialização, onde cada homem acaba por se tornar uma ferramenta de produção perdendo sua real essência humana.

Contrário a guerra, ele critíca a comunicação pública dizendo que o sistema de mídias de informação, a política, a região e o sistema educacional naquela época começavam fomentar a separatividade infiltrando nos povos o medo em relação a outros povos que não os assemelham.

É interessante como estes homens da época da renascença na Itália tinham uma visão global, ou melhor, universal, não se importavam com as diferenças externas, tinham valores diferentes, baseados no homem real, no homem interior, no ser humano.

Ele finaliza este capítulo com a seguinte frase.

Sem a moral e a arte, não há saída para o homem.

A!

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Não pense que pode, saiba que pode!

Não pense que pode, saiba que pode! Com estas palavras Morpheu tenta ensinar a Neo como superar as próprias limitações no filme Matrix.

Nas artes marciais é muito evidente isto, desde dar um pulo até coisas mais internas como dar golpes sem usar a musculatura. 

Don Juan de Matus quando ensinava a Carlos Castaneda enganava ele de mil formas e no final explicou o porque disso. A questão era que o mais difícil na trilha da sabedoria é justamente que nós acreditamos que o mundo é isto que vemos, tocamos, escutamos, sentimos o gosto e cheiramos.

Este índio Tolteca explicava que o mundo abrange muito mais do que o que captamos com os sentidos. Estas vibrações captadas pelos sentidos seriam apenas uma fração muito pequena de todas as emanações que existem no universo e que são tão reais quanto as que podemos apreender com os sentidos.

Felizmente hoje a ciência tem descobrido isto com a física quântica e outros estudos, no século passado não se aceitava nada disto.

Jesus também falava disso aos seus discípulos, ele falava sobre fé, quando se tinha fé poderia fazer qualquer coisa, note que ele diz qualquer coisa e não apenas coisas incríveis.

Eu mesmo tenho algumas experências assim praticando artes marciais, isso se ensina em artes marciais esotéricas porque hoje temos muitas artes marciais exotéricas que se pratica somente o aspecto tecnico e tático, ou seja, só o que apreendemos com os sentidos.

Realmente o mais difícil para o homem se tornar sábio é abrir mão de velhos conceitos para poder entender os novos.

Como se diz no Zen Budismo é preciso esvaziar a xícara.

A!

terça-feira, 28 de abril de 2009

A Executiva

Foi tudo muito rápido. A executiva bem-sucedida sentiu uma pontada no peito, vacilou, cambaleou. Deu um gemido e apagou. Quando voltou a abrir os olhos, viu-se diante de um imenso Portal.

Ainda meio zonza, atravessou-o e viu uma miríade de pessoas.Todas vestindo cândidos camisolões e caminhando despreocupadas. Sem entender bem o que estava acontecendo, a executiva bem-sucedida abordou um dos passantes:

- Enfermeiro, eu preciso voltar urgente para o meu escritório, porque tenho um meeting importantíssimo. Aliás, acho que fui trazida para cá por engano, porque meu convênio médico é classe A, e isto aqui está me parecendo mais um pronto-socorro. Onde é que nós estamos?
- No céu.
- No céu?...
- É.
- Tipo assim... o céu, CÉU...! Aquele com querubins voando e coisas do gênero?
- Certamente. Aqui todos vivemos em estado de gozo permanente.
Apesar das óbvias evidências de nenhuma poluição, todo mundo sorrindo, ninguém usando telefone celular, a executiva bem-sucedida custou um pouco a admitir que havia mesmo apitado na curva.

Tentou então o plano B: convencer o interlocutor, por meio das infalíveis técnicas avançadas de negociação, de que aquela situação era inaceitável. Porque, ponderou, dali a uma semana ela iria receber o bônus anual, além de estar fortemente cotada para assumir a posição de presidente do conselho de administração da empresa.

E foi aí que o interlocutor sugeriu:

- Talvez seja melhor você conversar com Pedro, o síndico.
- É? E como é que eu marco uma audiência? Ele tem secretária?
- Não, não. Basta estalar os dedos e ele aparece.
- Assim?
(...)
- Pois não?

A executiva bem-sucedida quase desaba da nuvem. À sua frente, imponente, segurando uma chave que mais parecia um martelo, estava o próprio Pedro.
Mas, a executiva havia feito um curso intensivo de approach para situações inesperadas e reagiu rapidinho:

- Bom dia. Muito prazer. Belas sandálias. Eu sou uma executiva bem-sucedida e...

- Executiva... Que palavra estranha. De que século você veio?

- Do 21. O distinto vai me dizer que não conhece o termo 'executiva'?

- Já ouvi falar. Mas não é do meu tempo.

Foi então que a executiva bem-sucedida teve um insight. A máxima autoridade ali no paraíso aparentava ser um zero à esquerda em modernas técnicas de gestão empresarial. Logo, com seu brilhante currículo tecnocrático, a executiva poderia rapidamente assumir uma posição hierárquica, por assim dizer, celestial ali na organização.

- Sabe, meu caro Pedro. Se você me permite, eu gostaria de lhe fazer uma proposta. Basta olhar para esse povo todo aí, só batendo papo e andando a toa, para perceber que aqui no Paraíso há enormes oportunidades para dar um upgrade na produtividade sistêmica.
 - É mesmo?

- Pode acreditar, porque tenho PHD em reengenharia. Por exemplo, não vejo ninguém usando crachá. Como é que a gente sabe quem é quem aqui, e quem faz o quê?

- Ah, não sabemos.

- Entendeu o meu ponto? Sem controle, há dispersão. E dispersão gera desmotivação. Com o tempo isto aqui vai acabar virando uma anarquia. Mas nós dois podemos consertar tudo isso rapidinho implementando um simples programa de targets individuais e avaliação de performance.

- Que interessante...

- É claro que, antes de tudo, precisaríamos de uma hierarquização e um organograma funcional, nada que dinâmicas de grupo e avaliações de perfis psicológicos não consigam resolver.

- !!!...???....!!!...???...!!!

- Aí, contrataríamos uma consultoria especializada para nos ajudar a definir as estratégias operacionais e estabeleceríamos algumas metas factíveis de leverage, maximizando, dessa forma, o retorno do investimento do Grande Acionista... Ele existe, certo?

- Sobre todas as coisas.

- Ótimo. O passo seguinte seria partir para um downsizing progressivo, encontrar sinergias high-tech, redigir manuais de procedimento, definir o marketing mix e investir no desenvolvimento de produtos alternativos de alto valor agregado. O mercado telestérico, por exemplo, me parece extremamente atrativo.

- Incrível!

- É óbvio que, para conseguir tudo isso, nós dois teremos que nomear um board de altíssimo nível. Com um pacote de remuneração atraente, é claro. Coisa assim de salário de seis dígitos e todos os fringe benefits e mordomias de praxe. Porque, agora falando de colega para colega, tenho certeza de que você vai concordar comigo, Pedro. O desafio que temos pela frente vai resultar em um Turnaround radical.

- Impressionante!

- Isso significa que podemos partir para a implementação?

- Não. Significa que você terá um futuro brilhante... se for trabalhar com o nosso concorrente. Porque você acaba de descrever, exatamente, como funciona o Inferno...

Max Gehringer
(Revista Exame)

É preciso comprometer-se

Hoje temos invertido valores, se fala muito de liberdade, liberdade de ir e vir, de fazer o que se tem vontade, vamos ver se isto esta correto...

Quando o homem decidiu ir a lua foi preciso comprometer-se, era um objetivo de longo prazo, se cada um dos envolvidos tivesse se reservado o direito de fazer o que quisesse em nome da liberdade nunca teria sido possível concretizar este feito.

As muralhas da China são um símbolo de compromisso de muitos homens, se cada um tivesse trabalhado laboriosamente nesta muralha apenas quando estivesse com vontade, nunca teríamos chegado a concretizar este feito.

As pirâmides do Egito são uma grande demonstração de compromisso, se cada um tivesse decidido ajudar somente quando estivesse disposto, não teríamos terminado também esta construção.

O compromisso é a única forma de mantermos a constância, tudo que é estável é porque foi construído sobre bases de compromisso.

A tradição nos conta que quando o homem andava sobre a terra na obscuridade, foi proposto um pacto com os Deuses onde ambos iríam trabalhar para o despertar da consciência de todos os seres humanos.

Este pacto é renovado de tempos em tempos, sempre que a escuridão ameaça apagar o fogo deste pacto, os Deuses nos enviam grandes sábios para reacender a tocha deste pacto.

É momento de enchergarmos que tipo de liberdade nos ensinaram a ter hoje, que liberdade é esta onde não conseguimos mais nos comprometer com os grandes planos?

A verdadeira liberdade está em fazermos aquilo com que nos comprometemos, por honra, por amor, por compaixão, por força interior e passar por cima de nossas fraquezas.

Quando conseguimos passar por cima de nossas fraquezas, ai sim somos livres, livres para construir coisas que realmente valham a pena.

Para ser livre é preciso ser forte e comprometer-se!

A!

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Exercício de psicologia

Vou passar um exercício que tem como objetivo melhorar nossa capacidade imaginativa e de controlar nosso poder de criação mental. Além disso tem objetivo esotérico que você irá descobrir por si próprio se o fizer uma vez por dia, todos os dias. Tem a ver com o céu de Anúbis.

São 6 passos:

  1. Feche os olhos e imagine uma tela branca, uma tela mental totalmente branca, qualquer pensamento fica fora desta tela.
  2. Desenhe mentalmente nesta tela branca um triângulo azul.
  3. Agora você vai ir se aproximando deste triângulo azul até entrar dentro dele. Neste momento não existe mais nada, nem tela branca, nem pensamentos, só existe azul sem forma por todos os lados, nem você mesmo não existe. Fique alí por pelo menos 3 minutos.
  4. Vá saindo do triângulo azul até visualizar ele novamente na tela branca.
  5. Apague o triângulo azul e fique só com a tela branca.
  6. Apague a tela branca também e abra os olhos.

Com o tempo você vai começar perceber uma capacidade maior de controlar seus pensamentos e sua imaginação, desta forma começará a comandar seus pensamentos mais do que ser comandado por eles.

A!

domingo, 26 de abril de 2009

O homem e o cosmos

Os hindus nos falam de Maya que significa ilusão, no contexto esotérico significa o nosso mundo sensível ou mundo manifestado citado por vários sábios como sendo a sombra do mundo real. Munido desta descrição vamos tentar entender o cosmos para depois entender o homem filosoficamente.

A tradição nos conta que o universo manifestado ou cosmos foi criado do caos inicial, este caos não é o mesmo que entendemos hoje por esta palavra, significa o universo não manifestado, inexplicável e inexprimível, isento de ordem como conhecemos, o que não quer dizer que seja desordenado, seria mais como o não ser, o latente.

A partir do caos e por um impulso de vontade do Logos, que é como os Gregos chamavam Deus, (é preferível chamar de Logos porque assim conseguimos despersonalizar Deus considerando Logos como o mistério que está em tudo), criou-se a dualidade manifestada se ramificando em múltiplas formas desde os sistemas solares até o homem.

Nesta descida na matéria o princípio UNO, Espiritual ou Logos habita em todas as formas, dai também se origina o Mito dos anjos caídos. O objetivo disto como podemos conceber é de este ser espiritual, que é consciente e onisciente em seu próprio plano espiritual, tornar-se consciente e com poder criativo também na matéria mais densa, passar por experiências diversas na matéria para depois voltar ao seu plano mas com condições de agir também em planos mais densos.

Os grandes sábios que vieram nos ensinar tinham como atributo comum algumas características como amor a todos os seres, pensamento que transcendia o intelectual, poder imaginativo e criativo.

As coisas que eles nos ensinaram talvez tenham sido mal interpretadas pois eles não queriam que fossemos bonzinhos com nossos irmãos e altruístas por que é bonito ser assim, embora a questão da estética tenha valor nisso, o verdadeiro objetivo é que tenhamos esta melhora na conduta moral para que possamos se desapegar de sentimentos que nos prendem a matéria e nos fazem esquecer do ser resplandecente que somos em potencial.

Exemplo: A questão do dinheiro, não é errado termos muito dinheiro, é ótimo termos dinheiro pois assim podemos realizar com muito mais potência, o problema do dinheiro reside no momento em que ele se torna o centro de nossa atenção, focamos nossa vontade e consciência sempre em como conseguir mais dinheiro e o que é pior em como guarda-lo para que ninguém se apodere dele, com esse pensamento estamos nos separando de nossos semelhantes voluntariamente.

Exemplo 2: Queremos ser muito inteligentes, de preferência a pessoa mais inteligente que existe sobre a terra. Neste afã de busca de informações acabamos por nos perder num labirinto de curiosidades para PARECER inteligente aos demais. Os sábios nos mostraram que o importante é termos mais conhecimento em direção a sabedoria e não SOMENTE informações intelectuais. O motivo disso é que nosso pensamento analítico é parte de Maya ou ilusão e deveria servir sim como uma mola propulsora que nos impulsionasse pouco a pouco a um plano mais subjetivo do pensar até chegarmos a compreender as coisas de forma direta, como que por intuição.

A miragem toma nossa atenção ofuscando o real e o sistema hoje está montado com este objetivo, desde a mídia até as religiões manipuladas. É mister buscarmos um maior altruísmo, vermos os demais como nossos iguais em essência, focar nas virtudes dos outros e não nos defeitos, trabalho sem apego ao fruto, estudo comparativo entre religiões, ciências, filosofias, artes, políticas, etc... E finalmente desenvolvermos deliberadamente virtudes em nós mesmos, este é o início do caminho, da trilha para que os anjos caídos possam novamente recuperar seu aspecto espiritual, sagrado e UNO. Nosso Deus Interior.

Homem, conhece-te a ti mesmo e conhecerás os Deuses e o Universo!

A!

sábado, 25 de abril de 2009

Medo ao ridículo

Existem dois tipos de decisões as quais tomamos constantemente. Uma é coordenada por nossa inteligência, por nosso livre arbítrio e a outra é comandada pelos usos.

Mas o que são usos? Como o nome já diz é algo que usamos como hábito e até usamos estes dois nomes juntos algumas vezes, usos e hábitos.

Por exemplo: Você decide ir a uma festa na casa de um amigo, você decidiu ir até lá pois tem vontade de conversar com as pessoas, ouvir música, talvez comer os salgadinhos da festa, tomar um vinho. Mas ao ultrapassar a porta de entrada qual será sua primeira ação?

Cumprimentar as pessoas, uma a uma, talvez cumprimente algumas até a contragosto. Por que fazemos isto? Por que é um uso, uma conduta esperada, e você faz pois se não fizer pode ser até mesmo tachado de mal educado ou coisa do gênero.

Muitos usos servem para ordenar a situação, como por exemplo um guarda de trânsito quando nos faz sinal para pararmos, talvez ele quisesse ser gentil e nos deixar passar, porém ele representa uma força maior coordenadora, o estado, e já não obedece mais ao seu livre arbítrio.

Onde estou querendo chegar com isso é que alguns usos são úteis e outros são apenas formas decadentes e desnecessárias, sem mais utilidade. (Não estou aqui falando dos cumprimentos)

Muitas vezes nos colocamos em situações que não queremos, e agimos como não desejamos por que é uso agir desta forma. E porque fazemos isto?

Medo ao ridículo, medo de parecer inapropriado ou também medo de parecer culpado.

Culpa foi algo que originalmente não existia, foi infiltrada principalmente pelos cristãos que com suas deformações nas simples palavras de Jesus acabaram por nos colocar em uma prisão invisível onde os carcereiros somos nós mesmo, sempre julgando e criticando os demais e vice versa.

A dica que Jesus nos deu foi não julgues o próximo para não seres julgado. Pode até ser que não percebamos isto, mas quando julgamos e apontamos o erro de alguém, vamos julgar a nós mesmos com o mesmo rigor ou até mais.

Vamos aprender a não julgar nossos irmãos. E quanto a nós mesmos, devemos ser severos antes de efetuar os atos, depois que já erramos não adianta mais sentir-se culpado, o mais indicado é guardarmos isso em outra gaveta, ao invez de colocar na gaveta da culpa colocar isso na gaveta do aprendizado para que na próxima vez não cometamos o mesmo erro.

Quando estamos livres de culpa do passado, pensamos melhor, decidimos melhor e agimos melhor. Sem pensamentos circulares e torturantes.

A!

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Saúde mental, psíquica, espiritual e ...

Além de termos saúde mental, psíquica e espiritual, é importante cuidarmos do nosso corpo pois é nele onde moramos, como ja diziam os Samurais, "não tenho casa, meu Hara é minha casa" por Hara se entende o ventre ou o abdomen e Platão ja dizia que é importante o exercício da ginástica e a música entendendo-se por música os ensinamentos psíquicos e espirituais e ginástica o fortalecimento do corpo.

Por este motivo postei este artigo que fornece alguns dados sobre nossos hábitos alimentares e como podemos melhora-los.


Mais da metade da população brasileira sofre com sobrepeso ou obesidade

Data: 9/4/2009 às 10:12Fonte: O Globo online - BRASÍLIA
Mais da metade da população brasileira sofre com excesso de peso. O estudo Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), produzido pelo Ministério da Saúde e pela Universidade de São Paulo (USP), mostra que 43,3% da população estão com o peso acima dos níveis recomendados (sobrepeso) e 13% estão obesos. A Organização Mundial de Saúde (OMS) ... [LER MAIS]

Aumento da Obesidade no Brasil

Data: 7/4/2009 às 10:10Fonte: Correio de Uberlândia (MG)Dados de uma pesquisa feita por telefone pela Vigitel indicam que, entre 2006 e 2008, o percentual de pessoas com obesidade passou de 16,1% para 19%. A população brasileira está mais hipertensa, mais obesa e abusando de bebidas alcoólicas.

Bolsa Família causa sobrepeso em crianças

Data: 10/3/2009 às 13:18Fonte: Jornal da Tarde (SP)
Quase 300 mil crianças brasileiras, beneficiárias do programa Bolsa Família, estão com sobrepeso. A obesidade infantil já prevalece sobre a desnutrição. Em estudo feito pelo Observatório de Políticas de Segurança Alimentar e Nutrição, da Universidade de Brasília (UNB), 71,6% do total de alimentos anunciados em televisão são ricos em açúcares e gorduras e a publicidade é, quase sempre, dirigida ao ... [LER MAIS]

A importância do exercício

Data: 18/2/2009 às 15:32Fonte: Fonte O Globo (RJ)Uma pesquisa do Centro de Medicina Nuclear de Guanabara mostra que 72% dos executivos que fizeram check-up em 2007 estavam obesos. Seis em cada dez homens afirmaram não praticar exercícios. O estudo foi realizado com 2.260 profissionais, sendo que 57% eram homens.

Problema relacionado à obesidade

Data: 17/2/2009 às 17:22Fonte: Jornal Meio NorteSegundo a Organização Mundial de Saúde, 60% da população mundial tem algum problema relacionado à obesidade, que já é considerada uma epidemia mundial.

Relação entre a Flora Intestinal e Obesidade

Data: 17/2/2009 às 17:07Fonte: Folha de S. Paulo De acordo com estudo publicado na "Proceedings of The National Academy of Science" a flora intestinal está relacionada à obesidade. Segundo a pesquisa algumas bactérias fazem com que o corpo precise de mais energia e seja mais propenso a engordar.

Os males causados pelos alimentos fast-food

Data: 4/12/2008 às 12:30Fonte: Jornal do Brasil (RJ)
O consumo de alimentos do tipo fast-food pode aumentar o risco do desenvolvimento do mal de Alzheimer, segundo estudo do Instituto Karolinska de Estocolmo, na Suécia. Os pesquisadores notaram que os alimentos alteram a formação de uma proteína que pode influenciar o funcionamento normal do cérebro, fazendo com que as células morram. Os especialistas afirmaram ainda que são necessárias mais p... [LER MAIS]

A obesidade é a nova vilã internacional

Data: 11/8/2008 às 17:45Fonte: O Globo (RJ)A obesidade é a nova vilã internacional. Vários países tentam reduzir o número de pessoas consideradas obesas usando desde proibições em propagandas de fast-food, até mudanças radicais no cardápio das crianças nas escolas. Na Inglaterra, foi sugerido pelo Ministério da Saúde que as escolas enviem cartas aos pais de estudantes adolescente considerados clinicamente obesos.

Redes de fast food são reprovadas pela qualidade nutricional dos lanches infantis

Data: 9/8/2008 às 17:40Fonte: Jornal da Tarde (SP)Segundo análise do Instituto de Defesa do Consumidor (Idec), cinco redes de fast food foram reprovadas pela qualidade nutricional dos lanches infantis: Mc Donald´s, Giraffas, Bob´s, Burguer King e Habib´s. Esses tipos de lanches podem conter, por exemplo, 70% da quantidade de gordura e sal recomendada para consumo diário, o que pode por sua vez causar doenças como hipertensão e obesidade.

Obesidade infantil é maior preocupação dos pais nos EUA, diz estudo

Data: 16/7/2008 às 14:03Fonte: Efe, em Washington
A obesidade infantil lidera a lista de preocupações dos pais norte-americanos em relação aos filhos. Dos entrevistados, 35% apontaram a obesidade como a principal "dor de cabeça".
"O relatório nacional sobre a saúde das crianças mostra claramente que os adultos dos Estados Unidos estão muito preocupados com a ob... [LER MAIS]

Obesidade Feminina

Data: 15/7/2008 às 15:54Fonte: O Globo (RJ), A Tribuna (SP)Pioraram os indicadores de obesidade feminina entre 1996 e 2006, segundo pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde. O Ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirma que é um dado curioso, já que todos os outros indicadores de saúde obtiveram melhoras. Mas a explicação do fato pode ser o aumento de consumo de refeições semiprontas e que apresentam alto teor de sal e gordura.

Níveis alterados de colesterol

Data: 30/6/2008 às 09:53Fonte: Agora S.Paulo (SP)
Em estudo realizado pela Unicamp, com crianças e adolescentes entre 2 e 19 anos, foi constatado que 44% dos entrevistados possuem níveis alterados de colesterol. Segundo a médica Eliana Cotta de Faria, estes jovens estão mais propensos a terem problemas cardiovasculares. Isso se deve à rotina que esses jovens possuem, com várias horas por dia em frente ao computador ou televisão, somados a má alim... [LER MAIS]

Pesquisa realizada pela USP

Data: 1/6/2008 às 11:30Fonte: Diário de S. PauloUma pesquisa realizada pela USP revela que apenas 3% dos adolescentes paulistas fazem uma alimentação saudável. Segundo a nutricionista Samantha Caesar de Andrade, isso é sinal do estilo de vida levado por esses jovens, que passam mais tempo fora de casa, o que causa uma má alimentação.

FIQUE DE OLHO!

Data: 30/4/2008 às 13:01Fonte: Diário do ComércioOs brasileiros estão cada vez mais preocupados com o ganho de peso. Uma prova disso é a expansão do mercado de kits para emagrecer. De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias de Alimentos Dietéticos para Fins Especiais e Suplementos Alimentares (Abiadsa), 35% dos domicílios no Brasil consomem algum tipo de produto light.

Obesidade e Câncer

Data: 28/3/2008 às 12:45Fonte: Diário do Grande ABC, Gazeta Mercantil
A obesidade aumenta os riscos de desenvolver vários tipos de câncer, segundo as conclusões de um estudo publicado pela revista médica britânica The Lancet. Os cientistas comprovaram que um aumento de cinco pontos no Índice de Massa Corporal representa para os homens 52% do risco de câncer no esôfago, 33% para câncer de tireóide e 24% para os de colo e rim. Entre as mulheres, elevam em 59% as chanc... [LER MAIS]

Obesidade Infantil

Data: 16/3/2008 às 11:56Fonte: Jornal Diário de S. Paulo
O número de crianças gordas no mundo já é o dobro do de desnutridas, de acordo com especialistas. São 350 milhões acima do peso ou obesas, ou seja, 10% da população mundial infantil.Estudos demonstram que, por razões ainda não compreendidas, o cérebro de obesos interpreta o excesso de gordura como algo a ser preservado, ou seja, o cérebro de uma pessoa gorda se esforça para que ela permane... [LER MAIS]

Balança

Data: 8/1/2008 às 13:32Fonte: Jornal O Paraná
Não é só reportagem de TV que mostra os gordinhos no Brasil. Pesquisa confiável, como a da Sociedade de Cirurgia Bariátrica e Metabólica, dá conta de que mais da metade da população é composta por gordinhos e gordinhas. E mais ainda preocupante: entre pessoas de 18 a 25 anos, o sobrepeso atinge 66%. A atividade física, que pode combater o peso maior, só é praticada por cerca de 38% dos ouvidos n... [LER MAIS]

Cariocas estão acima do peso.

Data: 7/4/2008 às 17:46Fonte: Jornal Extra (RJ), O Dia (RJ)Uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde em parceria com a Universidade de São Paulo, traça o perfil dos hábitos relacionados à saúde e revela que 46,7% dos cariocas estão acima do peso. A média nacional é de 43%.

Brasil com mais obesos.

Data: 20/4/2008 às 16:20Fonte: O Globo, Destak (SP)Pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde diz que brasileiros precisam dar muito mais atenção à saúde. O estudo em questão indica que cresceu, no país, o percentual de obesos e que a maior parte deles são homens.

Células que armazenam gordura.

Data: 5/5/2008 às 16:57Fonte: Folha de S. PauloEstudo publicado, indica que o número de adipócitos (células que armazenam gordura) é definido durante a infância e permanece constante durante o resto da vida, com uma renovação celular de 10% ao ano. Além disso, apenas 10% das crianças com peso normal viram obesas, segundo as estatísticas divulgadas.


Quem tem poder deve ser moderado em usa-lo

Hoje assisti a um capítulo do Star Wars Clone Wars que foi muito interessante, foi uma batalha entre um general muito poderoso do lado negro da força contra um Mestre Jedi e seu aprendiz.

No decorrer da batalha em determinado momento o aprendiz Jedi dominado por sua revolta e vontade de vingar-se do General do lado negro, desobedece o plano de fuga de seu mestre e vai de encontro ao General para lutar. Medindo força contra força e perdendo sua principal virtude no momento em que cedeu aos seus instintos de ira, o Aprendiz Jedi acaba morrendo.

Após isso se defrontam o Mestre Jedi e o General do lado obscuro e neste momento quem acaba em desvantagem é o General pois o Jedi se mantem no centro de si mesmo, concentrado e limpo de qualquer instinto animal.

No final chegam mais reforços do lado negro e o Jedi acaba por se retirar. Isto só é possível porque o Jedi não tem vaidade nenhuma a defender, caso contrario seu sentido de importância própria nunca o teria deixado fazer esta retirada estratégica.

Carlos Castañeda quando foi aprendiz de Don Juan de Matus, um Índio Tolteca muito sábio, recebeu como um dos primeiros ensinamentos a importância de perder a importância própria. Pois um guerreiro sem vaidade é invencível. Por que? Porque ele não tem nada a perder, ele sabe que a qualquer instante pode ser seu ultimo momento sobre a terra e sendo assim ele deve ter impecabilidade, ou seja, agir da melhor forma possível o tempo todo.

Voltando ao capítulo do Star Wars que falávamos, ele termina com o grande Mestre Jedi, o Mestre Yoda dizendo aos seus discípulos que confrontar poder contra poder não é virtude Jedi, sob pena perdermos a nós próprios, a nossa identidade.

Quantas vezes temos entrado em uma discussão tentando mostrar que sabemos mais? A história nos mostra que nos momentos de exaltação dos ânimos os sábios guardavam impassível silêncio.

Ja dizia Buda:

Vale mais do que vencer a mil homens em batalha, aquele que vence a si mesmo.

A!

quinta-feira, 23 de abril de 2009

A importância da Cortesia

A raiz da palavra cortesia vem de corte, lugar onde as pessoas mais influentes e que prestavam serviços ao Rei se reuniam.

É um tipo de trato que tem como finalidade proteger a si e aos demais de situações rudes, é o refinamento no tratamento com as pessoas. Uma sofisticação de gosto, um sábio hindu certa vez nos disse que a evolução até certo ponto é uma sofisticação de gostos.

Infelizmente e como tudo que está sujeito as leis temporais, além do necessário foram incorporando-se excessos na cortesia, até o ponto de ser um comportamento de falsidade ou não autenticidade.

Hoje entre os jovens se criou um preconceito em relação a cortesia, como um comportamento anti-natural, e não é por menos, pois a cortesia virou uma miscelânea de costumes excessivamente artificiais.

Mas a cortesia em seu princípio inicial era um método de sair da barbárie, de garantir um tratamento que não ferisse os nossos companheiros, e de mostrar que nos importamos em levar somente o que temos de melhor até as pessoas.

Por exemplo, quando vamos dar um presente a alguém é costume embrulhar o presente com um papel bonito e com fitas para mostrar que dedicamos tempo em entregar a esta pessoa um presente da melhor forma que conseguimos.

Esta é a verdadeira cortesia. Vale a pena praticá-la.

A!

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Nem sempre os mais importantes são os mais poderosos

As vezes acabamos dando mais valor a quem nos parece mais "poderoso" por termos noção que um aliado assim tem mais possibilidade de realização, mas isso muitas vezes pode ser um equivoco.

Vou dar um exemplo muito singelo, mas isso pode-se aplicar aumentando até o infinito. Digamos que se faz necessário derrubar paredes de um lugar para juntar duas salas e livrar a passagem, o mais natural é que procuremos cavalheiros fortes para ajudar na derrubada de tal parede. Mas logo vamos perceber a importância que teria uma dama que provesse os suprimentos necessários para o aumento da eficácia do trabalho.

Do que estou falando? Do cuidado e delicadeza que tem as damas, neste caso, servir uma limonada, algo para comer e até mesmo um sorriso de aprovação e incentivo.

É muito importante sabermos que todas as coisas tem seu lugar e sua importância, desde uma árvore que nos presta como serviço uma sombra, ao sol que nos serve com calor, a um animalzinho que nos homenageia com sua devoção ao seu amo, e todas as coisas.

Isto nos remete a perceber algo que muitas vezes passa despercebido. Todas as coisas servem de alguma forma, o procedimento harmônico na natureza mostra que vale quem serve.

Vamos nos perguntar então:

- Estou servindo mais ou estou sendo servido?

Pois até Jesus nos falou que o valor da árvore é medido pelos seus frutos, ou seja, pelo tanto que serve.

A!

terça-feira, 21 de abril de 2009

Mitos como método de evolução

Hoje temos como método de evolução o conhecimento científico, por tentativa e erro, desenvolvendo novas tecnologias e novas teorías.

Antigamente os povos utilizavam um sitema de desenvolvimento mítico, ou seja, inspirado nos mítos. Se copiavam os heróis tentando assemelhar-se com eles e suas realizações.

Vemos pirâmides no Egito e na América e nos questionamos como foram feitas estas construções, foram encontradas algumas ferramentas feitas de cobre mas sabemos pelo conhecimento científico que o cobre em contato com estas pedras de granito não suportariam o atrito, mesmo com nossas ferramentas avançadas como maquinas de perfuração com brocas de cerâmica, que é o que temos de mais avançado pois suporta trabalhar com materiais extremamente duros e em alta temperatura, não seria possível perfurar estes granítos.

Estas mesmas pedras encontradas algumas em tamanhos que superam 200 toneladas possuem perfurações de diametro perfeito. Como foram feitas não sabemos.

O que sabemos é que o conhecimento destes povos se dava por mitos e símbolos, de onde tiravam suas inspirações, dos arquétipos primeiros e copiavam estes mitos de heróis e deuses conseguindo de alguma forma conectar-se com sua sabedoria.

Além da arquitetura temos por exemplo artes marcias compiladas por homens que inspiraram-se da mesma forma em mitos e na própria natureza, transmutando movimentos instintívos em formas suaves e descondicionadas, lembrando a forma como se movem os animais, com fluidez

Elevemo-nos, resgatemos novamente este canal de comunicação, e algum dia do futuro teremos novamente esta conecção e este laço de união com todos os seres e todas as coisas. Neste dia nos sentiremos novamente como fazendo parte da natureza e do cosmos ao invez de estarmos apartados de tudo o mais em nosso egocentrismo animalizante.

A!

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Concentração, Meditação e Contemplação

Hoje temos muito presente uma forma analítica de pensar, comparando, pesando, medindo, especulando, no oriente se treina um outro tipo de pensamento, um pensamento que visa transcender esta zona de hipóteses e dúvida.

Este estilo de pensamento se traduz em 4 passos:

  1. Aquietar os sentidos.
  2. Dharana ou Concentração - Concentração em um objeto o analisando em relação a outros e aprofundando-se em todos os aspectos.
  3. Dhyana ou Meditação - Transcende-se as variaçoes visando um visão unificada do objeto, uma visão direta e superior as comparações.
  4. Samadhi ou Contemplação - Totalmente desprendido, uma visão espiritual e transcendente de difícil explicação com palavras.
Isto é o que os discípulos avançados tem como procedimento de elevação da consciência, ja para nós ocidentais e filósofos usamos um processo parecido em que conseguimos ao menos arranhar este patamar de consciência.

Chama-se diálogo filosófico onde se começa por definir um termo ou objeto ao qual se deseja entender em sua essência, após isto começa sugerir características e relações do mesmo tentando chegar a um entendimento analítico do mesmo e em seguida vai afunilando e transcendendo o pensamento até chegar a eleva-lo a essência do que se quer desvendar e finalmente se chega a entender sem mais raciocinar, se entende a coisa em si no plano onde não existem as enganadoras formas, o lugar onde impera a luz sobre as sombras.

A beleza está em que após chegar a este estágio o que se tem a fazer é esquecer tudo, mas sabendo que em momento oportuno este conceito sempre irá se apresentar como um lampejo na mente expontaneamente.

Este é o tipo de inteligência que deveríamos aprender na escola, isto é educação, que vem do termo em Latim Educare por sua vez ligado a Educere que significa trazer de dentro. Bem diferente da decoréba e do intelectualismo.

A!

A Babilônia vai cair...

Em tempos de alta tecnologia muitas vezes nos vemos maravilhados ante tantas facilidades e confortos proporcionados pelo admirável mundo novo proporcionado pela "onisciente" ciência moderna.

Mas se tudo está tão evoluído em comparação as civilizações antigas, por que será que mais do que nunca hoje nos sentimos angustiados e ansiosos. Esta ânsia nos faz procurar cada vez mais segurança e conforto, ter mais dinheiro guardado, mais proteção, grades, alarmes, mais roupas da moda etc... Existe um velho ditado que diz: "Se você notou que está se enterrando em um buraco, pare de cavar", creio que este é exatamente o momento onde nos encontramos.

Dia após dia as pessoas começam a ter consciência que este crescimento tecnológico e material é insustentável, por estar destruindo a natureza, por estar nos afastando uns dos outros e criando um individualismo enorme.

Os antigos filósofos e sábios tinham uma idéia um pouco diferente sobre a evolução, a idéia que tinham era de que o crescimento tecnico e material deve estar equilibrado ao crescimento moral, crescimento moral que garante a idéia da união das pessoas como irmãos e filhos do criador, que incentiva o espírito de generosidade e compaixão e assim por diante.

É uma perspectiva sombria pensarmos que continuando na mesma linha de atuação possivelmente nossos netos não encontrarão bosques, um mar limpo, ar puro e o que é pior estarão em um mundo onde cada um é por si, apartado da natureza e dos outros seres humanos.

O que acontece é como aquela parábola da rã que nos conta o seguinte:

Se colocarmos uma rã em uma panela de água fervendo ela pula para fora na mesma hora. Porém se colocarmos ela na água fria e formos esquentando aos poucos ela provavelmente vai morrer cozida na água fervendo.

Um plano sinistro tem sido posto em prática e estamos aceitando pouco a pouco uma situação que se tivesse sido implantada de uma hora para outra, com certeza teriam acontecido revoluções e protestos contrários a isso.

Estamos em uma nova idade média, estamos na era de aquário onde o coração dos homens tem uma tendência natural a esfriar. Onde não é colocada a luz por inteligência e vontade dos homens, automaticamente fica a escuridão.

Sejamos luzes, sejamos ativos, sejamos humanos, sejamos inteligentes.

A!

domingo, 19 de abril de 2009

O círculo de potencialidades da personalidade

Nas tradições orientais o ser humano é dividído em 7 corpos os quais vou citar apenas os nomes para poder falar do círculo de potencialidades e aprofundarei o tema em outro post.

Os corpos do ser humano.

1. Corpo Étero/Físico - Constituido do corpo físico e seu duplo etérico.
2. Corpo Prânico - Constituído do corpo prânico que significa nosso corpo energético, nossa energia vital.
3. Corpo Astral - Constituído de nosso corpo emocional, o mesmo que o espíritas chamam de perispírito.
4. Corpo Mental dos Desejos - Constituido de nosso corpo mental, porém o corpo mental inferior, o mental que age sempre esperando recompensa, o mental não altruista.

Os corpos 5, 6 e 7 ficam para um próximo post, mas representam o espiritual do ser humano, aquele imortal que não se decompõem ao desencarnar e o que irá permanecer após nossa evolução a nível humano.


O círculo de potencialidades:

Estes 4 corpos da personalidade nos possibilitam um potencial de ação no mundo.

São a memória, a imaginação, a atenção e o dicernimento (intuição).

Imagine estes 4 como sendo um círculo com a memória a esquerda, a imaginação a direita, a atenção abaixo e o dicernimento acima, com a nossa consciência no centro, comandando e regulando nossas potencialidades.

Quando não estamos atentos a um acontecimento será impossível conseguirmo lembrar depois, consequentemente a memória é ligada e dependente a atenção.

Mesmo prestando atenção se não tivermos uma boa imaginação o fato em si irá se apresentar de forma muito superficial, sem profundidade.

Ainda que estivermos atentos, mas se nosso dicernimento, que significa uma espécie de inteligência direta, sem raciocínio. Iremos demorar a entender o que está se passando sob pena de nos distrairmos e deixar-mos passar muitas coisas a descoberto.


Por isso é muito importante treinarmos e desenvolvermos nosso círculo de potencialidades. Para que possamos ter um aproveitamento maior de tudo o que entramos em contato. Acelerando nossa evolução e tendo mais ferramentas para nos ajudar e ajudar os demais.


Carlos Castaneda em sua saga de aprendizado com um Índio Tolteca Don Juan de Matus, ao longo de anos é incentivado a provocar deliberadamente esperiências fora do comum, fora do cotidiano que aprendemos a aceitar como a realidade, mas que está longe de ser a realidade ultima. Um exemplo muito simples de que existem mais coisas além daquelas que vemos, tocamos, escutamos, é o seguinte:

Nosso espectro de cores vai do vermelho ao violeta, mas hoje a ciência nos demonstra que existem ainda várias intensidades não percebidas a olho nú, como o infra vermelho e o ultra violeta. Também nos passa como inexistente o ultra som, imperceptível ao ouvido.
Quem começa aprofundar-se no assunto se depara com um incrível mundo invisível onde residem miríades de seres, mas este ja é outro assunto.

De momento incentivo ao leitor em desenvolver seu círculo de potencialidades para algum dia conseguir perceber estas coisas hoje imperceptíveis devido ao nosso curto alcance de percepção.


A!

sábado, 18 de abril de 2009

A Democracia é o melhor regime de governo?

Nos dias de hoje vale refletir sobre nosso sistema de governo, a Democracia.

Para que possamos ter uma idéia resumida porém clara, vamos colocar em âmbito menor usando analogias, mas não sem antes entendermos o que significa.

Democracia Demo+cracia - Do Grego Demos que significa Povo, ou seja, o governo do povo ou da maioria.

Será que a maioria sabe o que é melhor? Ja dizia o Filósofo, a maioria é burra.

Vamos entender porque... Não quer dizer que a maioria das pessoas são burras, quer dizer que a maioria das pessoas não entende a fundo a arte da política, da mesma forma que a maioria não entende a fundo como fazer um tratamento de canal em um paciente ou um projeto arquitetônico.

Digamos que você tem uma tremenda dor de dente, irá procurar o conselho de 1 dentista, ou talvez vai preferir a opnião de um arquiteto, um engenheiro, um marceneiro e um administrador?

Lembre-se que são 4 contra 1. Se seguissemos raciocínio da democracia, teoricamente 4 vale mais do que 1, mas justamente quando sai do teoricamente para entrar na prática é onde os problemas começam.

Sem mais, se nos remetermos ao Egito Antigo, o regime de governo era a Aristocracia, ou seja, Aristo+cracia, Aristo vem do Grego e deriva em Sábio ou Apto. O Governo dos mais aptos ou o Governo dos Sábios. O Faraó era responsavel por tudo no Egito, se uma colheita não saisse bem por causa de uma tempestade, ele era o responsável.. Hoje o que vemos é cada qual jogando a responsabilidade para o outro, e não é de se estranhar, pois ninguem tem poder para mudar as coisas, unicamente que foi inserido em um cargo de poder, e por isso se corrompe, não sustenta.

Em Roma por exemplo, se decermos do Imperador abaixo na hierarquia vamos encontrar os Senadores romanos. Existia uma lei em que um senador romano após o termino de seu mandato não poderia ter acrescido nem mesmo 1 centavo ao seu patrimonio. Hoje em dia é melhor nem entrarmos em detalhes.

Mesmo na Grécia onde se implantou a Democracia, a verdadeira democracia, não eram todas as pessoas que tinham direito a dar sua opnião votando, apenas os cidadãos, mas para entendermos o que era um cidadão, este não apenas fazia uma carteirinha e pronto, existia toda uma formação e provas, antes do indivíduo se formar cidadão.

O assunto assim fica muito nebuloso quando temos que falar sobre civilizações antigas, esbarramos em termos que significavam uma coisa e hoje seu significado foi totalmente distorcido.

A!

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Magia Branca e Magia Negra

A tradição nos conta que desde os primeiros tempos existiram homens sábios que possuiam a arte da Magia. É interessante sabermos de onde vem o nome magia que deriva de Mag ou Maha que significa "grande", então quando falo aqui de magia, imaginemos como se conhecia antigamente, como a divina ciência oculta, a arte de ver e manipular os elementos invisíveis existente na natureza.

A magia branca ou Atmã-Vidya era e é um tipo de magia cujo desenvolvimento é muito natural, pois só praticada e conhecida pelos grandes homens, que ja depuraram seus desejos egoístas e trabalham unicamente pelo bem da humanidade e plano de evolução.

O problema reside em que várias pessoas não tão puras desejaram ter poderes sobre seus semelhantes, diz a tradição na época de Atlântida e daí nasceu um tipo de magia psíquica ao invez de espiritual.

Sobre isso nos conta Helena Petrovna Blavatsky em alguns de seus livros como Isis sem véu, o país das montanhas azuis, a doutrina mística, a doutrina secreta, entre outros. Para os que questionam a confiabilidade destas obras, vale ressaltar que a sobrinha de Albert Einstein, após sua morte mencionou que "A Doutrina Secreta" era livro de cabeceira do cientista.

Aos praticantes da magia negra, ou magia egoísta, o fato é que quando se envolve com magia deste teor, se está a perigo de gerar um carma cujo efeito será de prender o pretenso mago por muitas encarnações ao lado obscuro.


Para finalizar cito abaixo os quatro tipos de magia.

  1. Yajna Vidya - Conhecimentos dos poderes ocultos da natureza que podem ser despertados por cerimônias e certos rituais religiosos.
  2. Maha Vidya - A Grande Ciência, a respeito da qual é as vezes a magia dos cabalistas e dos tantricas. Feitiçaria da pior espécie.
  3. Gupta Vidya - Ciência dos poderes místicos contidos nos sons, que são despertados pelos mantras (pregárias, cantos ou encantamentos) cujo efeito depende do ritmo e da melodia.
  4. Atmã Vidya - Que equivale a Ciência da Alma ou Sabedoria Verdadeira, cujo sentido entre os orientais alcança uma extensão muito mais considerável que entre nós, Ocidentais.

Um bom filme para entender mais sobre a Magia Branca e a Magia Negra é Star Wars episódios IV, V e VI . Os capítulos novos.

A!

quinta-feira, 16 de abril de 2009

A Filosofia do Pensar no Falar, Escrever e Dialogar

Pensar está para falar assim como pensar está para escrever, hoje é muito comum falarmos ansiosamente e abruptamente ou tentarmos escrever de alguma forma qualquer sem ter em mente como seria a melhor forma de faze-lo.

Os sábios de antigamente nos trazem em seus textos e seus diálogos uma forma muito especial de expor as idéias, e é muito nítido perceber a diferença entre sábios ou homens de conhecimento e pessoas comuns ou não interessadas em lapidar-se para ser melhor.

Quando nos deparamos com idéias expostas de filósofos a maneira clássica sentimos algo que nos toca no íntimo e nos traz uma espécie de serenidade, calma, entendimento natural e as vezes até mesmo entendimento direto, como diziam os toltecas, conhecimento como pó de mariposa onde nos banhamos e apenas sabemos sem pensar, em outras palavras, intuição.

Em escritos e falas descuidadas, ansiosas ou inconsientes, sente-se de pronto uma certa angústia, um quase chegar mas não concluir a forma da idéia, parece que não se chega ao fechamento hermético da idéia para poder integra-la ao coração.

Ouvir também tem seus métodos, pois quando ouvimos para ser efetivo, deve-se sincronizar a velocidade e vibração do proprio pensamento ao pensamento do locutor. Isto é harmonizar-se, é uma forma de amor.

Sabendo estas coisas talvéz deva-mos prestar atenção com quem estamos aprendendo, a quem estamos nos assemelhando e que tipo de pensamento estamos deixando reger nosso ser interior.

Para falar e escrever é imprescindível estarmos harmonizados, o corpo relaxado, a energia harmonizada, as emoções pacificadas e a mente traquila. Só assim poderemos receber uma fagulha de nosso ser interior, nosso sol interior que tudo sabe e tudo vê.

A!

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Esoterismo versus Exoterismo

Hoje se tem dito muitas coisas e rotulado como esotérico, esotérico virou sinônimo de coisas fantásticas ou além da imaginação, mas se procurarmos nos clássicos iremos descobrir que esoterismo vem de ESO que significa interno em contraparte Exotérico vem de EXO, ou seja, externo.

Uma comparação simples que podemos fazer para entender isto é com a religião cristã, o que Jesus divulgava em forma de parabolas era o aspecto exoterico, externo, da religião, algo que poderia ser digerido pelas massas e é o que sobrou publicamente hoje em dia.

Porém o que ele ensinava aos seus discípulos ou apostolos era algo totalmente diferente, era interno, esotérico, transcendente e impessoal. Estes tipos de ensinamentos esotericos para a população mais vulgar talvéz pareceria como piada para crianças ou ma fé.

Jesus ja sabia disso e por isso em uma de suas parábolas fala sobre não jogar perolas aos porcos, uma simbologia para explicar que não adianta tentar explicar algo para alguém que ainda não está capacitado a entender.

O resto da história de o que aconteceu com o cristianismo após a partida de Jesus é muito mais negra que imagina-se hoje, mas é tema para outro dia.

A!

Tags

Filosofia Esoterismo Carlos Castaneda Buda História Ocultismo Toltecas Artes Marciais Ciência Política Don Juan de Matus Religião Budismo Consciência Educação Física Quântica Inteligência Jedi Mestres de Sabedoria Mistério Star Wars Zen Budismo A erva do diabo Albert Einstein Artes Culpa Deus Emoções Energia Gregos Hinduísmo Intuição Jesus Liberdade Maya Medos Natureza Platão Psicologia Renascença Renascimento Sith Tempo Teorias de Conspiração Universo Vibrações Virtudes Vontade enfrentar os medos iChing medo Alcorão Amit Goswami Amizade Apolônio de Tiana Asceta Astrologia Baghavad Gita Bardo Thodol Bem Bom Budhi Bíblia Carlos Castaneda expansão da consciência Carma Cortesia Cosmos Criança Cristianismo Céu Darth Vader Desinformação Deuses Dhamaphada Discípulo Diálogo Ecologia Escola de mistérios Esparta Espreita Espírito Fadas Faraó Fogo Física da Alma Guerreiro HPB Helena Petrovna Blavatsky Hierofantes Humor Idealismo Inferno Krishna Linhas de Força Livros Logos Magia Maomé Matrix Mecânica Quântica Michel Echenique Isasa Mitos Moral Morte Música O fogo interior Orfeu Ovo de Luz Pacto Pirâmides Poluição Problemas Profecia Psicossomatica Reis Romanos Sabedoria Saltimbancos Samurai Saúde Sebos Sentimentos Ser magoado Skywalker Sol Sábios Sócrates Terra Tradição Triângulo Ventos Astrais Violência a voz do silêncio aceitação afrodite ansiedade apolo ares arthemis arthemisa atena athena coragem destino deuses gregos dionísio doutrina secreta espartanos feliz dia das mães ficar magoado ideais idéias krishnamurti lu andarilho lu conduta marte mágoas o poder do silêncio o presente da águia objetivos os 300 os 300 de esparta polaridade consciência portões de fogo provérbio raiva reencarnação silêncio stress teoria quântica termópilas